Chris Brown processado após o seu cão atacar empregada

O incidente aconteceu em dezembro de 2020. Agora, a funcionária em questão exige uma indemnização pelos danos físicos e psicológicos.
Chris Brown está a ser processado por uma antiga empregada depois do cão do artista, alegadamente, ter atacado a irmã desta funcionária. A queixa foi apresentada ao Tribunal Superior de Los Angeles por Patricia Avila e a respetiva irmã, Maria, que estavam a limpar a casa da celebridade no dia 12 de dezembro de 2020 quando o ataque aconteceu. Até à data, o animal era mantido noutro espaço da propriedade pelo que nunca tinha interagido com as funcionárias. O animal, cuja raça é pastor-do-cáucaso, ter-se-á atirado a Maria quando esta foi ao quintal para limpar o aspirador. Patrícia ouviu a irmã a gritar e correu de imediato em seu auxilio. Quando chegou viu Maria coberta de sangue e a chorar. Os serviços de urgência foram chamados ao local. Maria foi atacada num dos olhos e no braço, o que levou a que fosse submetida a duas cirurgias. Agora, ambas as irmãs exigem que Chris Brown pague uma indemnização monetária pelos danos causados, nomeadamente, as despesas médicas e ainda as consequências a nível psicológico.