Polícia da Índia pede prisão de Rihanna após cantora falar sobre protestos no país

 


A cantora irritou o governo indiano ao se posicionar sobre os protestos dos agricultores que acontecem no país.


Nesta segunda-feira (08), a Polícia de Deli, capital da Índia, solicitou a prisão de Rihanna por conta do tweet que a cantora publicou sobre os protestos que ocorrem no país asiático.

De acordo com as autoridades locais, a “cantora” não tem conhecimento sobre leis agrícolas da Índia e não poderia se posicionar sobre o caso.

A policia indiana solicitou que o governo dos Estados Unidos deportem Rihanna pra Índia para que ela seja julgada pelos seus possíveis “crimes”.

Rihanna ainda é acusado de fazer parte de uma conspiração criminosa que teria a intenção de difamar o governo indiano.

A Índia acusou “indivíduos estrangeiros” e celebridades de “sensacionalismo” depois que um tweet da superstar pop Rihanna, estendendo seu apoio aos fazendeiros que protestavam, chamou a atenção global.

Os agricultores têm protestado nas fronteiras de Delhi contra as novas leis agrícolas do país. Em um comunicado, segundo a BBC, o ministério de relações exteriores da Índia disse que o parlamento aprovou uma “legislação reformista relacionada ao setor agrícola” após um amplo debate e discussão.

“A tentação de hashtags e comentários sensacionalistas nas redes sociais, especialmente quando recorridos por celebridades e outras pessoas, não é precisa nem responsável”, acrescentou.

O tweet de Rihanna está vinculado a uma notícia sobre o bloqueio da internet nos locais de protesto.